Fórum Educação
07 de abril de 2020, 07h10

Líder da maçonaria elogia Mandetta e pede que Bolsonaro não leve admiradores “para uma armadilha”

Parte importante da maçonaria apoiou a campanha de Bolsonaro em 2018. Líder do grupo pede que governo explique suas escolhas com relação à pandemia

Hermes Barbosa (Reprodução)

O advogado e grão-mestre do Grande Oriente de São Paulo (Gosp), federação de lojas maçônicas de São Paulo, Raimundo Hermes Barbosa, elogiou o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS), na tensão política que se acirrou com o presidente Jair Bolsonaro, e disse que governo precisa explicar as escolhas que estão sendo feitas durante a pandemia.

Em entrevista à coluna de Rubens Valente, no UOL, Barbosa disse que presidente não pode conduzir seus admiradores “para uma armadilha” e colocar em risco a vida deles. O advogado também defendeu o isolamento social e disse que o momento não é de disputa política, mas de “disputa solidária”.

“É necessário que [Bolsonaro] justifique, com base científica, as decisões que vem tomando em relação ao momento. Por outro lado, o governo dele tem agido de maneira reversa, fazendo todo possível para levar esperança e segurança ao povo brasileiro”, disse o líder maçônico. “O momento não é de disputa política, mas de disputa solidária. O presidente precisa entender que é um líder e tem muitos admiradores, e não pode conduzir seus admiradores para uma armadilha que coloca em risco a vida deles”, continuou.

Barbosa em seguida diz que seu “irmão” Mandetta tem tido um desempenho “respeitável” no ministério e que precisa de mais apoio por parte do governo.

“O ministro Mandetta é um irmão de nossa Ordem Maçônica e tem tido um desempenho respeitável e admirável diante da situação atual. Nota-se nele não só a preocupação com a população, mas também o empenho em informar o Brasil sobre como proceder e prestando conta de suas ações. Tem feito o que é necessário, precisa de mais apoio do governo, pois da população ele já tem”, opinou.

Uma parte importante da maçonaria apoiou o ex-capitão na disputa eleitoral de 2018. Mandetta e o vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, são filiados ao grupo.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum