No rastro do crime ambiental nas praias do Nordeste
27 de março de 2019, 07h12

Liderados por donos da Havan e da Riachuelo, empresários bolsonaristas chantageiam: Sem reforma não haverá empregos

O grupo é o mesmo que em dezembro do ano passado lançou o projeto Empregue Mais Um, para estimular a criação de vagas e turbinar o início do governo Bolsonaro

Empresários liderados por Luciano Hang e Flávio Rocha entregam carta de apoio à Previdência (Divulgação)

Liderados por Flávio Rocha, da Riachuelo, e Luciano Hang, Havan, um grupo de empresários iniciaram uma chantagem para aprovação da reforma da Previdência proposta pelo governo Jair Bolsonaro (PSL): não vai ter emprego se não sair a reforma, dizem, segundo a coluna Painel S.A., na edição desta quarta-feira (27) da Folha de S.Paulo.

Leia também: Com Onyx e Joice, dono da Havan critica fisco e pede fim de instrumento de combate à sonegação: “putaria”

Porta-voz do grupo, Gabriel Kanner transmitiu o recado, em clara sinalização de chantagem aos deputados. “Temos de focar a aprovação (da reforma), porque se não passar, não há milagre”.

O grupo é o mesmo que em dezembro do ano passado lançou o projeto Empregue Mais Um em dezembro, para estimular a criação de vagas e turbinar o início do governo. “Não terá geração de emprego, não terá dinheiro para nada. Qualquer coisa que planejarmos serão só sonhos utópicos sem dinheiro em caixa. A prioridade zero é a nova Previdência”, disse Kanner.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum