sábado, 19 set 2020
Publicidade

Líderes do governo no Congresso consideram divulgação de vídeo obsceno como medíocre e primária

De acordo com informações da coluna de Mônica Bergamo, parlamentares da cúpula do Congresso que apoiam o governo de Jair Bolsonaro (PSL) ficaram perplexos com a postagem desta terça-feira (5), em que o presidente divulga a cena de um homem urinando em outro.

“Loucura”, reagiu um dos principais líderes da Câmara dos Deputados e que apoia as reformas do governo.

Um deles chegou a afirmar que o Brasil vai explodir, ao receber o vídeo e perceber que a postagem de Bolsonaro era verdadeira.

A atitude do presidente e seus filhos foi definida como medíocre e primária.

Há, sobretudo, o temor de que a perda de respeito pela imagem do presidente contamine as já difíceis negociações em torno da reforma da Previdência.

Já o Painel, da mesma Folha, aponta que líderes de partidos de centro e centro-direita do Congresso oscilaram entre a incredulidade e o deboche diante do vídeo.

Alvo em um primeiro momento de chacota e depois, de cobrança, integrantes da cúpula do Parlamento avaliam que Bolsonaro está, aos poucos, ele mesmo, minando a credibilidade que tem para liderar mudanças estruturais.

Aliados de Carlos, o 02, trataram de dizer que ele estava longe do pai, em Florianópolis.

Aliados de Bolsonaro dizem que ele reconheceu que a postagem “não foi oportuna”. Esse grupo torce para que o episódio reforce o cuidado no manejo das redes.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.