No rastro do óleo do Nordeste
04 de julho de 2019, 08h13

Lobby da indústria da mineração quer derrubar relatório da CPI de Brumadinho

O relatório segue agora para órgãos como Polícia Federal e Ministério Público

Foto: Lucas Hallel ASCOM/FUNAI

Empresários do setor de mineração são contra a ideia da criação de um regime de participação especial, em que as minas pagariam um percentual sobre a receita líquida, como ocorre com as petroleiras.

A recomendação, resultado da CPI de Brumadinho, causou no setor a impressão que a medida busca punir a Vale, mas a eventual aprovação inviabilizaria outras operações no país, como a exploração de bauxita, diz Milton Rego, presidente da Abal (associação de alumínio).

“Por que investir no Brasil, já que riscos de mesma natureza não sofrem o mesmo ônus em países como Chile, Peru, Austrália, Canadá?”, diz Luís Azevedo, da ABPM (associação de pesquisa mineral).

A CPI de Brumadinho foi encerrada na terça-feira (2). Ela foi criada para investigar o rompimento da barragem do córrego do Feijão que deixou mais de 240 mortos em janeiro.

O relatório segue agora para órgãos como Polícia Federal e Ministério Público.

Com informações do Painel S.A.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum