Lula: Bolsonaro só lembrou do Zé Gotinha depois que perguntei dele

Fanático por futebol, Lula ainda se mostrou contra a realização da Copa América no Brasil e disse que Bolsonaro "passa o dia preocupado com qual pirotecnia vai criar no chiqueirinho dele"

O ex-presidente Lula (PT) criticou nesta quarta-feira (9) a “irresponsabilidade” de Jair Bolsonaro (sem partido) na compra de vacinas contra a Covid-19 dizendo que “se todas essas ofertas de vacina não tivessem sido recusadas, teríamos evitado pelo menos metade das mortes no país”.

“O Brasil sempre foi referência em vacinação. Vacinamos 80 milhões de brasileiros em três meses na época do H1N1. O Bolsonaro nem lembrava mais que o Zé Gotinha existia… Foi lembrar depois que eu perguntei dele”, disse Lula em entrevista à rede Meio Norte de comunicação.

Lula disse ainda que a compra de cerca de 3 milhões de doses de vacinas da Jansen que estão prestes a vencer mostra que “o presidente não está nem aí pra saúde do povo”.

“Li no jornal hoje que o ministério da Saúde vai comprar vacina que está pra vencer. Vence dia 27 de junho. A verdade é que o presidente não está nem aí pra saúde do povo. Ele passa o dia preocupado com qual pirotecnia vai criar no chiqueirinho dele”.

O ex-presidente também criticou aa realização da Copa América no Brasil. “Eu sou fanático por futebol, mas, como cidadão, o Brasil não deveria ter aceitado sediar a Copa América nesse momento. Se for mesmo ocorrer aqui, vai demandar cuidado do pessoal da saúde não só dentro do campo, mesmo com estádios vazios, mas também nos hotéis, nos aeroportos”.

Líder nas pesquisas de intenção de voto, Lula ainda reafirmou que se for para tirar Bolsonaro da presidência será candidato nas eleições de 2022.

“O povo está cansado. Liga a televisão, tá lá o Bolsonaro mentindo. Vai ver o jornal, tá lá o filho dele inventando uma fake news. Não há uma única mensagem de paz. É só ódio. Se for necessário pra tirar o Bolsonaro que eu seja candidato, não tenham dúvida que serei”.

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR