Entrevista exclusiva com Lula
31 de outubro de 2019, 11h24

Lula condena “gesto histérico” de Bolsonaro na TV: “um presidente não pode ser assim”

“Queria que a Globo fosse honesta comigo como ela foi com o Bolsonaro”, disse ainda o ex-presidente

Foto: AF Rodrigues

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva declarou, em entrevista à Pública, feita por Marina Amaral e Thiago Domenici, que foi ao ar nesta quinta-feira (31), após assistir ao discurso de Jair Bolsonaro (PSL-RJ), na madrugada de terça para quarta-feira, reagindo às denúncias do Jornal Nacional, que “um presidente não pode ser assim. Você nunca me viu num gesto histérico como ele ontem”.

“Um presidente tem que ter calma. Um presidente, quando ele fala, ele tá falando pro povo. Se não, não tem necessidade dele ir na televisão”, disse ainda o ex-presidente.

Lula comentou ainda o fato da Globo voltar atrás nas acusações que fez contra Bolsonaro. “A Globo fez uma reportagem e, nessa reportagem, mostra o que aconteceu e diz que Bolsonaro não estava em casa, porque ele estava votando em Brasília. Queria que a Globo fosse honesta comigo como ela foi com o Bolsonaro. Não sou contra que a imprensa fale mal de mim o quanto quiser, se tiver verdade. Se o Lula fez uma merda, digam sem rodeios, mas expliquem o que ele fez. Agora, se ele não fez, não mintam, e a Globo faz muitos anos que mente a meu respeito, mente deliberadamente”, lembrou.

Sobre Bolsonaro, Lula disse ainda que “ele aprendeu a governar com fake news. Fake news é de quem não quer responder, de quem não quer falar. Fake news é de quem quer futrica. Então o presidente da República… Ele e o Trump. Outro dia eu vi uma matéria, o Trump conta não sei quantas mentiras por dia. Vocês já contaram quantas mentiras o Bolsonaro conta?”, perguntou.

Lula disse ainda que Bolsonaro “não tem nenhum compromisso com a verdade. Aqueles filhos do Bolsonaro, eles sentem prazer de ser mentirosos. Eles não agem com seriedade. Então é o seguinte, esteja certa de uma coisa: esse ser humano que vos fala está com muita disposição de brigar nesse país. Eu não aceito a ideia de que o Brasil seja destruído como está sendo destruído. E o Bolsonaro falar as bobagens dele pra entreter o povo, entreter a imprensa, e o [Paulo] Guedes vai vendendo o Brasil, e vai vendendo o Brasil e daqui a pouco nós não somos mais uma nação. Perdemos a nossa soberania”, encerrou.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum