Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
24 de janeiro de 2020, 10h26

Lula convoca reação: “Vamos ter que brigar pra cacete este ano”

Pelas redes, Lula convocou a população a sair da "anestesia" e reagir ao governo autoritário e neoliberal de Jair Bolsonaro

Lula em discurso no encontro de amigos do MST (Reprodução/Facebook)

Pelas redes sociais, o ex-presidente Lula convocou a população a sair da “anestesia” e reagir ao governo autoritário e neoliberal de Jair Bolsonaro. A frase foi dita na noite desta quinta-feira (23), o ex-presidente também conclamou à militância à resistência durante discurso no Encontro de Amigos e Amigos do Movimento de Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), em Sarzedo (MG).

“A gente diz que a sociedade está um pouco anestesiada, mas talvez a gente tenha culpa. Então o lema agora é o seguinte: se a gente não brigou ano passado, vamos ter que brigar pra cacete esse ano”, publicou Lula no Twitter.

No evento, Lula tirou o chapéu para o MST e convocou os militantes para a luta pela reconquista dos direitos sociais. “O MST é uma das coisas mais primorosas da história desse país. Não permitam perder o que vocês conquistaram”, disse.

Sem medo
Para Lula, a postura da classe trabalhadora não pode ser de medo. “Eu com 74 anos vou ter que falar mais grosso. Se a gente demonstrar medo, nós vamos ser dizimados. Nós e as nossas conquistas. Vão acabar com a educação, com investimentos em ciência e tecnologia, quase tudo que a gente conquistou. Temos que levantar a cabeça e enfrentar”, defendeu.

Lula novamente agradeceu à militância do MST pela solidariedade demonstrada a ele na Vigília Lula Livre, em Curitiba, durante os 580 dias que permaneceu preso. Também enfatizou a luta dos trabalhadores, não somente na ocupação de terras improdutivas, mas na produção de orgânicos, na preservação da biodiversidade dos alimentos.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum