Entrevista exclusiva com Lula
25 de outubro de 2019, 13h02

Lula critica “cretinice” de Bolsonaro com relação ao óleo no Nordeste: “não pôs os pés lá”

Em entrevista ao Brasil de Fato, ex-presidente não poupou críticas à negligência do governo diante do vazamento de óleo que atinge o litoral nordestino

Lula (Foto: Ricardo Stuckert)

Por Brasil de Fato 

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou a atuação do governo Jair Bolsonaro (PSL) diante do vazamento de petróleo que desde o final de agosto atinge as praias do Nordeste. Lula falou ao Brasil de Fato com exclusividade na quarta-feira (23).

“Não queremos saber de onde é o óleo, se é da Venezuela, brasileiro, iraquiano, iraniano ou é russo […] Nós queremos saber que o óleo está atingindo as praias brasileiras, que é uma das fontes de riqueza e geração de emprego no Brasil através do turismo e que, até agora, há 60 dias, o presidente não pôs os pés lá, não foi lá”, diz Lula.

Praias dos nove estados da Região Nordeste foram atingidos por petróleo cru. As manchas de óleo surgiram inicialmente na cidade de Conde, no litoral Sul da Paraíba.

A falta de transparência do governo sobre o desastre ambiental, de proporções ainda incalculáveis, foi duramente criticada. Além disso, a administração Bolsonaro não colocou em prática um plano de ação elaborado para conter situações como essas porque o colegiado responsável foi extinto em abril deste ano.

“Ontem eu vi o ministro do Meio Ambiente [Ricardo Salles] dizer [que] o óleo é da Venezuela. Quem quer saber de onde é o óleo, meu Deus do céu? Se for dos Estados Unidos é bom? Se for de Israel é bom? Não […] Isso é de uma cretinice muito grande. E nós estamos vendo isso, sabe?”, afirma Lula.

Confira trecho, veiculado na TVT, da fala do ex-presidente Lula sobre os vazamentos:

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum