Lula diz que Bolsonaro cometeu “genocídio” e reafirma defesa do impeachment

"O presidente brincou com o coronavírus, isso é um crime de responsabilidade", afirmou o ex-presidente

O ex-presidente Lula voltou a defender o impeachment do presidente Jair Bolsonaro durante entrevista à Rádio Arapuan, da Paraíba, nesta quinta-feira (18) e disse que o maior crime cometido por Bolsonaro foi o genocídio em razão da postura diante do coronavírus.

“O Bolsonaro já cometeu muitos, muitos crimes de responsabilidade. Eu acho que ele cometeu um imperdoável, que é esse genocídio que está acontecendo no Brasil com a crise do coronavírus”, declarou o ex-presidente. “Ele não cuidou antes, no começo e nem agora”, completou.

“Se o governo tivesse feito as coisas direitinho, conversado com governadores, cientistas, prefeituras, a gente poderia ter evitado a quantidade de mortos que já tem no Brasil. O presidente brincou com o coronavírus, isso é um crime de responsabilidade, quase um genocídio”, completou.

Lula reforçou o pedido para que o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, paute um dos 33 pedidos de impeachment que tramitam no Parlamento.

Segundo dados do Ministério da Saúde divulgados na quarta-feira, a Covid-19 já matou 46.510 pessoas no país, desde o início da pandemia. O país registra mais de 955 mil pessoas infectadas.

Assista:

Avatar de Lucas Rocha

Lucas Rocha

Jornalista da Sucursal do Rio de Janeiro da Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR