Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
06 de junho de 2019, 08h25

Lula diz que Bolsonaro usa a política da “pior espécie dos coronéis”; veja íntegra da entrevista ao DCM e Tutameia

Lula afirmou ainda que Bolsonaro foi beneficiado com o atentado durante a campanha. "Porque a facada o tirou dos debates, o que foi uma coisa fantástica para ele, porque certamente ele teria muita dificuldade em participar de debates com outros candidatos"

Foto: Reprodução

Em entrevista ao sites Diário do Centro do Mundo (DCM) e Tutameia, divulgada nesta quarta-feira (5), o ex-presidente Lula disse que Jair Bolsonaro “está mais fraco aos olhos da sociedade brasileira” e que ele usa a política da “pior espécie dos coronéis”.

“Eu acredito que ele está mais fraco aos olhos da sociedade brasileira, porque ele foi um candidato que ganhou as eleições muito mais por conta de um trabalho anti-político feito durante os últimos anos pelos meios de comunicação. E ele conseguiu passar que depois de 28 anos de um mandato de deputado, que ele não era político”, afirmou.

Segundo Lula, esse tipo de discurso remonta ao mais retrógrado jeito de se fazer política no País.

“Ele utiliza a política da pior espécie dos coronéis que aprendemos a criticar no Nordete brasileiro. Ou seja, não só ele é político, como o filho dele é político, o outro é político, o outro é político, a mulher era política. A ponto dele fazer um filho brigar com a mãe para disputar”, disse, referindo-se à eleição de Carlos Bolsonaro na Câmara do Rio de Janeiro, que tirou a cadeira da mãe, Rogéria Nantes.

Segundo Lula, essa ideia de “não ser político” e a “vantagem” de ter sido alvo de uma facada, que o tirou dos debates, fez com que Bolsonaro chegasse à presidência.

“Na campanha, ele ainda levou a vantagem – pasmem! – de uma facada. Porque a facada o tirou dos debates, o que foi uma coisa fantástica para ele, porque certamente ele teria muita dificuldade em participar de debates com outros candidatos. Ele se livrou dos debates. Preferia dar entrevista sozinho”, disse Lula.

Confira a entrevista na íntegra


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum