Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
16 de agosto de 2019, 20h05

Lula diz que é preciso encontrar outra fórmula para superar coalizão e conciliação

O ex-presidente ponderou, contudo, que a garantia de alimentação e até mesmo o lazer para o povo mais pobre não podem ser caracterizados como consumismo. "Comprar o que comer não é consumismo"

Foto: Reprodução/TVE

Questionado pelo jornalista Bob Fernandes, em entrevista à TVE Bahia nesta sexta-feira (16), sobre o esgotamento do modelo de coalizão política e conciliação, Lula admitiu que é necessário encontrar um outro caminho para garantir a distribuição de riquezas no Brasil. O ex-presidente, no entanto, rebateu críticas de que seu governo estimulou o “consumismo” em detrimento do desenvolvimento industrial.

“É preciso encontrar outra fórmula”, admitiu Lula ao ser questionado sobre os próximos passos após a quebra do modelo de governo de coalizão, também chamado de conciliação. “Você teve revoluções que não conseguiram encontrar essa fórmula. A necessidade que você tem de distribuir a riqueza produzida para que todos tenham acesso, nós provamos que é possível”, destacou ainda o petista.

O Facebook silenciou a Fórum. Censura? Clique aqui e nos ajude a lutar contra isso

Lula descartou ter implementado um modelo que não privilegiava o desenvolvimento. “O pessoal fazia críticas de que ‘o Lula adotou uma política de consumismo, é preciso adotar a política de desenvolvimento industrial’. Ora, não tem política de desenvolvimento industrial se não tiver consumo”, disse. “O patrão é covarde, ele só vai onde tem lucro”, completou Lula.

O ex-presidente ainda destacou que a garantia de alimentação e até mesmo o lazer para o povo mais pobre não pode ser caracterizado como consumismo. “Comprar o que comer não é consumismo”, avaliou.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum