#Fórumcast, o podcast da Fórum
17 de outubro de 2019, 08h22

“Antigamente, era mais fácil. Mandava esquartejar, salgar, pendurar no poste. Cometeram a bobagem de me prender”, diz Lula

Lula ainda diz que não está interessado no julgamento da prisão em segunda instância pelo STF e classificou como canalha o editor da revista Istoé, Germano Oliveira, que produziu uma série de reportagens mentirosas sobre ele, como a do Triplex do Guarujá e de Rosângela da Silva, namorada do ex-presidente

O ex-presidente Lula em entrevista à Fórum na sede da PF em Curitiba (Ricardo Stuckert)

Em entrevista a Flávio Costa e Leonardo Sakamoto, do portal Uol, concedida nesta quarta-feira (16), o ex-presidente Lula voltou a demonstrar indignação com o processo que o levou à prisão e, mais do que o julgamento em segunda instância – que deve ser levado ao plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) nesta quinta-feira (17) – está interessado em sua inocência.

“Antigamente, era mais fácil. Mandava esquartejar, salgar, pendurar no poste. Cometeram a bobagem de me prender, cometeram a bobagem de me acusar, agora vão ter que suportar esse peso aqui dentro. Eles são livres para fazer o que eles quiserem, eles têm poder. Moro provou que o juiz tem o poder de Deus. O que ele não esperava era que estivesse neste país um cidadão com caráter de resistir à Globo, de resistir a mais de 80 capas de revista contra mim, de resistir a milhares de primeiras páginas de jornal contra mim. Porque o Aécio Neves não aguentou uma capa da Veja”, disse Lula.

O ex-presidente ainda chamou de canalha o jornalista Germano Oliveira, ex-editor do jornal O Globo e atual editor da revista Istoé, que produziu uma série de reportagens mentirosas a respeito dele, incluindo a que levou ao processo do Triplex do Guarujá.

“Vou dizer o que eu já disse: eu não estou aqui para trocar a minha dignidade pela minha liberdade. Veja, quem precisa de progressão é quem foi condenado, culpado. “Confesso que fui culpado” – e então ele aceita uma progressão da pena. Eu não quero progressão da pena, quero a minha inocência. A invenção do tríplex foi um escárnio. Aliás, a invenção do tríplex é do mesmo jornalista canalha que fez a matéria da IstoÉ esta semana [afirmando que Rosângela da Silva, namorada de Lula, dá ordens dentro do PT]. É o mesmo, ou seja, eu não posso admitir”, disse.

Sobre o julgamento que deve iniciar nesta quinta-feira (17) no STF, Lula disse que quer que os ministros anulem o processo que o levou à prisão.

“Não estou reivindicando essa discussão de segunda instância. Não estou interessado nisso. Eu estou interessado na minha inocência. O que quero é que os ministros da Suprema Corte tenham acesso à verdade do processo, aos inquéritos mentirosos da Polícia Federal, do Ministério Público, liderado pelo Dallagnol, pelo mentiroso do Moro, na sentença, e anulem esses processos. É a única coisa que me interessa. Se vai ser um ano a mais ou um ano a menos, se vou ficar aqui ou em outro lugar, não importa. Nada me interessa a não ser a minha inocência. Eles procuraram um jeito de me tirar da disputa política, de tentar destruir o PT, e eu estou aqui”.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum

#tags