Fórumcast, o podcast da Fórum
29 de agosto de 2019, 09h45

Em nova entrevista à BBC, Lula diz que considera a revista Veja “um lixo”

Ex-presidente também afirmou que o pacto entre a Rede Globo e a Lava Jato foi a "pior coisa do planeta Terra" e disse que aguardará, mesmo morto, as desculpas de Moro e Dallagnol

Lula (Foto: Reprodução Vídeo)

Em entrevista à rede britância BBC, divulgada nesta quinta-feira (29), o ex-presidente Lula criticou a revista Veja ao ser indagado a respeito de uma nota especulando sobre uma suposta aliança entre partidos proposta por ele para as eleições municipais de 2020. “Eu nunca dei entrevista para a Veja, e nunca acredito na revista Veja. A Veja eu considero um lixo”, disse Lula.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

Ainda sobre a atuação da mídia corporativista, Lula disse que o pacto entre a Rede Globo e a Lava Jato foi a “pior coisa do planeta Terra”.

“Eu acho que esse pessoal da Lava Jato, essa força-tarefa, eles foram mordidos pela mosca azul. A pior coisa do planeta Terra que foi feito foi o pacto feito pela (Rede) Globo com a Lava Jato. Passem qualquer mentira, não importa, que a gente vai transformar tudo em verdade. E a Globo é um dos meios de comunicação que disseminou o ódio nesse país desde 2013”, disse Lula, ao ser indagado se aceitaria o pedido de desculpas da procuradora Jerusa Viecili, que ironizou a morte da ex-primeira-dama, Marisa Letícia, e do neto, Arthur.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

Sobre o pedido de desculpas, o ex-presidente disse que quando as pessoas começam a se arrepender das bobagens que fizeram é um bom sinal. “Significa que a humanidade ainda tem chance de se recuperar”.

“Então, o que eu fico pensando: se essa pessoa pediu desculpas, espero que outras pessoas peçam desculpas. Eu espero que um dia o Moro fale assim, “Ô presidente Lula…”, mesmo que eu já tiver morrido, não tem problema, ele vai dizer “… eu quero pedir desculpas porque eu fui um canalha no voto que eu dei no processo dele. Eu não fui juiz. O Dallagnol poderia dizer a mesma coisa: “Presidente Lula, aquele PowerPoint que eu fiz, aquela melancia, que eu apresentei na televisão, eu quero pedir desculpas, eu menti'”, afirmou.

Eduardo Bolsonaro
Na entrevista, Lula falou por uma hora ao repórter britânico da BBC News Will Grant, em entrevista para o público internacional, e por uma hora à repórter da BBC News Brasil Mariana Schreiber com foco na audiência brasileira.

Indagado sobre os incêndios que estão devastando a Amazônia e da suposta intervenção de países europeus na região em razão da política inócua de Jair Bolsonaro, Lula disse que a questão que o risco à soberania pode vir de outro lado.

“Eu vejo um risco da soberania da Amazônia com o discurso do Bolsonaro tentando colocar o filho dele (Eduardo Bolsonaro) de embaixador nos Estados Unidos, quem sabe para permitir que indústrias americanas venham pesquisar a Amazônia. Veja, todos nós brasileiros temos que defender a Amazônia como patrimônio brasileiro. A Amazônia faz parte do orgulho brasileiro”, disse.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum