Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
27 de novembro de 2019, 16h02

Gebran Neto aumenta pena de Lula para 17 anos por “ocupar máximo grau de dirigente da nação”

"A transgressão da lei por quem é depositário da confiança popular enseja juízo de condenação muito mais intenso", declarou Gebran, amigo pessoal do ex-juiz Sérgio Moro

Reprodução

Depois de negar que houve “copia e cola” por parte da juíza Gabriela Hardt no processo do Sítio de Atibaia, o relator da Lava Jato no TRF-4, João Pedro Gebran Neto, decidiu aumentar a condenação do ex-presidente Lula em julgamento nesta quarta-feira (27). Neto justificou a ampliação da pena pela “confiança popular” que Lula possui.

“Lula ocupava o máximo grau de dirigente da nação brasileira. O que havia era a expectativa que se comportasse em conformidade com o direito e, mais do que se comportasse em conformidade com o direito, que coibisse ilicitudes”, declarou Gebran antes de anunciar seu veredito que aumentou a pena do ex-presidente, acatando pedido do Ministério Público.

Não é sócio Fórum? Quer ganhar 3 livros? Então clica aqui.

O voto do relator aumentou de 12 anos e 11 meses de prisão para 17 anos, 1 mês e 10 dias. Neto ainda citou o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, para justificar a ampliação. “A transgressão da lei por quem é depositário da confiança popular enseja juízo de condenação muito mais intenso”, disse, referindo-se à posição de Fachin em julgamento sobre Geddel e Lucio Vieira Lima.

Condenação
Em seu voto, Gebran Neto confirmou o conluio com a Lava Jato e negou pedido apresentado pela defesa do ex-presidente para anular a condenação no caso do Sítio de Atibaia na primeira instância, bem como votou para rejeitar todos os pedidos preliminares apresentados pela defesa do petista. O desembargador foi o primeiro dos três magistrados da 8ª Turma do TRF-4 a se manifestar.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum