#Fórumcast, o podcast da Fórum
23 de outubro de 2019, 22h38

Lava Jato recua e pede anulação do processo do sítio de Atibaia em que Lula foi condenado

No parecer apresentado nesta quarta-feira (23), o procurador Maurício Gerum requer que seja declarada a nulidade do processo e que ele volte à fase de alegações finais

Foto: Reprodução/TVE

A Operação Lava Jato levou outro duro golpe. Maurício Gerum, procurador da República da 4ª Região, pediu ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) que anule a condenação de 12 anos e 1 mês do ex-presidente Lula, no caso que envolve o sítio de Atibaia.

No parecer apresentado nesta quarta-feira (23), Gerum requer que seja declarada a nulidade do processo e que ele volte à fase de alegações finais.

A decisão tem como base o que foi determinado recentemente pelo Supremo Tribunal Federal (STF). A Corte anulou outra condenação da Lava Jato e definiu que delatores façam seus depoimentos antes de delatados em ações penais.

“Não há diferença substancial entre o rito observado neste processo quanto à ordem de apresentação das alegações finais e aquele considerado pelo STF como ofensivo à Constituição em dois recentes precedentes, um deles decidido pelo Plenário e com indicação de formulação de tese”, diz a decisão do procurador.

Regra processual

“Embora soe estranho que a fixação de uma regra processual, por interpretação jurisprudencial, não acompanhe a lógica atinente a novas leis processuais, que não retroagem para beneficiar o réu, foi claramente neste sentido que decidiu o Supremo Tribunal Federal”, afirma Gerum.

“Diante do exposto, requer o Ministério Público Federal que seja declarada a nulidade do processo a partir das alegações finais, determinando-se a baixa dos autos para que sejam renovados os atos processuais na forma decidida pelo Supremo Tribunal Federal”, solicita.

Foto: Reprodução

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum