Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
09 de novembro de 2019, 14h33

Lula chega ao Sindicatos dos Metalúrgicos para pronunciamento à nação

Dezenas de caravanas de todo o Brasil estão em São Bernardo do Campo (SP), onde milhares de pessoas aguardam o pronunciamento de Lula em frente ao sindicato

Foto: Filipe Augusto Peres

O ex-presidente Lula chegou um pouco antes das 13h deste sábado (9) no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, onde participa de uma grande recepção após ser libertado da prisão em Curitiba nesta sexta-feira (8). Às 15h, Lula fará um pronunciamento à nação, quando deve confirmar que vai retomar as caravanas da cidadania para ouvir a população e estruturar propostas para o Brasil.

Acompanhe ao vivo: Livre, Lula fará pronunciamento à nação

Dezenas de caravanas de todo o Brasil estão em São Bernardo do Campo (SP), onde milhares de pessoas aguardam o pronunciamento de Lula em frente ao sindicato.

Em festa, a militância lota as ruas próximas ao sindicato e canta músicas como “Anunciação”, de Alceu Valença, em coro. “Tu vens, tu vens. Eu já escuto os teus sinais”.

A deputada federal Benedita da Silva (PT-RJ) disse que o ex-presidente deve orientar a atuação dos parlamentares progressistas e atuar na elaboração de propostas para o Brasil, sobretudo na geração de empregos.

“Lula está aí para nos orientar, para marcharmos juntos, para fazermos um projeto pro Brasil, para as nossas cidades, para os estados, para ter empregabilidade, o Brasil precisa voltar a crescer, e para o Brasil crescer é preciso que haja emprego, que haja saúde pelo povo. As famílias já estão morrendo, e outras estão no meio das ruas, já morando famílias inteiras, então essa é a esperança que nós temos e nossa expectativa da volta do Lula a liberdade, da volta ao lugar que ele jamais deveria ter deixado, e agora estamos prontos pro Brasil”, disse a deputada, que aguarda o presidente com alegria.

“Já chorei, mas não quero ficar chorando agora, agora quero rir, quero dar um aperto grande no Lula, falar que o amo demais, que bom que ele está aqui de volta com a gente. Agora a gente quer curtir o Lula, o Lula gente, o Lula pessoa, mas também o Lula líder, que líder que nós temos”.

Boulos
Líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos, que convocou a militância pelas redes sociais, também chegou cedo ao sindicato.

Nas redes sociais, Boulos disse que é “ridículo chamar Lula e a esquerda e um defensor de ditadura e amigo de milicianos de ‘faces da mesma moeda’, como tem feito a grande mídia.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum