Fórumcast, o podcast da Fórum
19 de setembro de 2019, 20h41

“Lula está mais jovem que há um ano”, diz Chico Buarque

Compositor vistou o ex-presidente em Curitiba acompanhado de sua esposa, a jurista Caro Proner, que destacou: "Lula sabe que é preciso mobilização além dos tribunais"

Foto: Eduardo Matysiak

O ex-presidente Lula recebeu, nesta quinta-feira (19), em Curitiba, a visita de um velho amigo: o cantor e compositor Chico Buarque. Ele estava acompanhado de sua esposa, a jurista Carol Proner, além do ex-chanceler Celso Amorim e do ex-prefeito Fernando Haddad.

Ao deixarem a superintendência da Polícia Federal, onde Lula está preso há mais de um ano, Chico, Carol, Haddad e Amorim se juntaram à militância da vigília Lula Livre que segue em resistência, em prol da liberdade de Lula, desde o primeiro dia de prisão do petista.

No caminho para o aeroporto, Chico Buarque, através de um vídeo, contou como foi a visita e revelou que “Lula está mais jovem que há um ano”, quando o visitou pela primeira vez com o cantor Martinho da Vila. “Vou dizer a verdade, achei ele mais bem disposto, mais jovem do que um ano e pouco atrás. Com aquele bom humor, aquela alegria, aquela indignação, que é justa. Tá muito bem disposto, fisicamente muito bem”, disse.

Já Carol Proner, que visitou Lula como representante da Associação de Juristas pela Democracia (ABJD), falou sobre a necessidade das mobilizações pela liberdade do ex-presidente. “Representamos vários movimentos de resistência jurídica que estão tentando revelar essa imensa farsa da qual Lula é vítima. Ele está muito consciente de que é preciso muita mobilização vá além dos tribunais”, declarou.

A jurista ainda completou: “Essa mobilização tem de ser difusa e espalhada pela sociedade para que as pessoas possam entender essa complexa estrutura de perseguição de setores do sistema de Justiça”.

Assista, abaixo, ao vídeo em que Chico, Carol e Amorim descrevem a visita ao ex-presidente.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum