#Fórumcast, o podcast da Fórum
20 de outubro de 2019, 06h27

Lula faz planos de rodar o país em caravanas, caso STF rejeite tese de prisão após condenação em 2ª instância

A presidenta do PT, Gleisi Hoffmann, disse que “Lula em liberdade é um agente político importante e vai ter, obviamente, um papel relevante não só para o partido, mas também para o Brasil”

Foto: Ricardo Stuckert

Inabalável, apesar de preso injustamente há um ano e meio, o ex-presidente Lula, segundo relato de aliados, já faz planos de rodar o Brasil em suas famosas caravanas, caso deixe a prisão, de acordo com reportagem de Thais Arbex, da Folha de S.Paulo.

O ex-presidente pretende ser o “fio condutor da pacificação nacional”. A expectativa pela liberdade surge em função do julgamento, no Supremo Tribunal Federal (STF), sobre a possibilidade de prisão após condenação em segunda instância.

“Lula em liberdade é um agente político importante e vai ter, obviamente, um papel relevante não só para o PT, mas também para o Brasil”, declarou a deputada Gleisi Hoffmann, presidenta nacional do PT.

“ O povo brasileiro tem confiança no Lula, principalmente o povo pobre, e isso dá a ele condições de ter uma atuação política de enfrentamento mais sistemático a tudo que está acontecendo e à destruição a que o país está sendo submetido”, disse.

Conforme pessoas próximas a Lula, a expectativa em relação às eleições de 2022 se passa pela narrativa de que o ex-presidente não troca sua dignidade por sua liberdade, além do argumento de que se trata de que ele foi vítima de um processo ilegítimo conduzido por um juiz parcial, o atual ministro da Justiça, Sérgio Moro.

Segundo os mesmos aliados, o ex-presidente deseja percorrer o país em condição de liberdade plena, pois, assim, terá legitimidade de questionar as ações do governo de Jair Bolsonaro e se apresentar como líder de um movimento capaz de fazer frente “à destruição que está aí”.

Sofrimento

“O povo está num sofrimento imenso. E quem andava o Brasil? Quem pisava no chão que o povo pisa? Hoje, não temos uma liderança que faça isso. Quem sempre fez isso foi Lula, antes de ser presidente, durante o mandato e depois”, acrescentou Gleisi.

As caravanas de Lula pelo Brasil ainda não são discutidas de forma oficial pelo partido, porém, os dirigentes reconhecem que existe a expectativa de que ele possa começar a percorrer o país o quanto antes.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum