Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
11 de julho de 2019, 20h03

Pilar del Río, após visita a Lula: “Vi um homem que mantém capacidade de liderança no Brasil e no mundo”

Escritora espanhola e viúva do escritor José Saramago visitou Lula na prisão acompanhada de Dilma Rousseff; segundo Pilar, o Brasil hoje é visto com "perplexidade" na Europa

Dilma Rousseff e Pilar del Río, após visita a Lula em Curitiba (Foto: Eduardo Matysiak)

A ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu nesta quinta-feira (11) a visita da ex-presidenta Dilma Rousseff, que foi acompanhada da jornalista e escritora espanhola Pilar del Río, presidenta da Fundação José Saramago.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

As duas importantes mulheres estiveram nesta tarde no prédio da Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, e deram entrevistas à imprensa durante a saída.

Perguntada sobre como encontrou o ex-presidente Lula, Pilar de Río disse que “vi o mesmo líder mundial que conheci anos atrás, em reuniões internacionais (…) e o vi exercendo a capacidade de liderança que ele teve e tem no brasil e no mundo, e também muito consciente de quem ele é e porque está preso”.

Em seguida, a escritora (que é viúva do também escritor português José Saramago, Prêmio Nobel de Literatura de 1998), respondeu a pergunta de um jornalista sobre como o Brasil é visto hoje na Europa. Segundo a escritora, o país é visto hoje “com perplexidade”, porque parecia que “se tornava potência e tinha mais personalidade e visibilidade no tempo dessas duas presidências (de Lula e Dilma), e que agora vive um nível comparável com o de nações que melhor não devemos citar”. Também disse que, antigamente, quando se falava sobre o Brasil na Europa “se pensava em Fome Zero e Minha Casa Minha Vida” (dois programas sociais que marcaram os governos do PT).

Por sua parte, a ex-presidenta Dilma Rousseff respondeu mais a questões sobre as novas revelações do caso Vaza Jato, e falou que a série de reportagens do The Intercept Brasil revelou irregularidades que “levam à perda de credibilidade não só aos olhos da população brasileira mas também do mundo, porque isso é inadmissível em u país que se diz democrático”.

Também falou sobre a reforma da Previdência, dizendo que “o projeto que o governo quer aprovar no final das contas pode levar a problemas de uma gravidade muito grande, como o empobrecimento dos idosos, que é o que aconteceu no Chile”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum