Fórumcast, o podcast da Fórum
11 de setembro de 2019, 15h09

Vídeo: Ciro Gomes diz a Kennedy Alencar na CBN que o povo não quer saber de Lula livre

Ciro ainda minimiza Vaza Jato e diz que Lula não é preso político

Foto: Ricardo Stuckert

Ciro Gomes, ex-ministro nos governos Lula e Dilma e candidato à presidência em 2018 pelo PDT, deu mais uma de suas declarações polêmicas em entrevista à rádio CBN, nesta terça-feira (11). Crítico do PT, ele afirmou que não há “centralidade” na pauta do “Lula Livre” para a população e ainda afirmou que o ex-presidente não é um preso político.

Terceiro colocado em 2018, Ciro voltou a atacar o PT. Durante a conversa, ele afirmou que a presidenta Dilma Rousseff “desastrou o Brasil” e evitou tratar o impeachment como “Golpe”. “Se houve um golpe, que eles chamam que foi um golpe, quem fez o golpe foi o Senado”, disse Ciro.

O ex-ministro ainda direcionou suas críticas diretamente ao ex-presidente Lula e criticou a campanha Lula Livre. “Pergunta pro nosso povo qual é a centralidade pra 14 milhões de desempregados. Eu acho que isso não tem centralidade nenhuma”, disse quando questionado sobre a pauta.

Ciro disse considerar que Lula não teve um julgamento justo, mas que ele não é um preso político e “não tem nada de inocente“. Segundo o ex-ministro, o ex-presidente aceitou o rito do Judiciário e que, por isso, não o vê dessa maneira. “Preso político de forma nenhuma”, disse ao ser questionado sobre as revelações da Vaza Jato, que expuseram uma trama entre procuradores e que ocorria por trás do processo formal.

Confira vídeo com trecho da entrevista:


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum