O que o brasileiro pensa?
21 de junho de 2020, 19h40

Lula participa de debate com Alberto Fernández sobre rumos da América Latina

O encontro virtual, promovido pela Universidade de Buenos Aires, será realizado na próxima sexta-feira

Reprodução/Twitter

O ex-presidente Lula divulgou em suas redes sociais neste domingo (21) que irá participar de um debate com o presidente da Argentina, Alberto Fernández, na próxima sexta-feira (26) sobre a América Latina após a pandemia do novo coronavírus.

O anúncio do encontro virtual, realizado pela Faculdade de Ciências Sociais da Universidade de Buenos Aires (UBA), foi feito por Adolfo Pérez Esquivel, vencedor do prêmio Nobel da Paz. “Nesta sexta-feira, 26 às 15h, estaremos conversando sobre a América Latina com nossos colegas Alberto Fernández e Lula. Um diálogo virtual organizado por UBA Sociales. Não percam!”, tuitou o ativista, que também é professor na universidade.

Enquanto o Brasil ultrapassa os 50 mil mortos e 1 milhão de infectados, a Argentina chegou a 1 mil mortos apenas no sábado. Com uma quarentena restrita imposta pelo governo de Fernández, o presidente argentino é tido como um exemplo no combate à pandemia e se contrapõe com a errática condução de Jair Bolsonaro. Fernández chegou a dizer quer ajudar Brasil a enfrentar o coronavírus.

Além disso, o governo argentino tem se empenhado em garantir o sustento às famílias que perderam a renda, “estatizou” a gestão de hospitais particulares para garantir o atendimento universal, congelou aluguéis e impostos e chegou a apresentar projeto de expropriação de empresa agroexportadora com dívida bilionária.

Em entrevistas, debates e transmissões ao vivo realizadas durante a pandemia, Lula tem defendido que o mundo não saíra o mesmo após o coronavírus e é preciso pensar em novos caminhos. Esse parece ser o foco do debate organizado pela UBA.

UBA e Moro

No início do mês a Faculdade de Direito da UBA se envolveu em uma polêmica em razão do convite do ex-ministro Sérgio Moro para uma conferência sobre “Combate à Corrupção, Democracia e Estado de Direito”. Após críticas de entidades estudantis, professores e servidores, a atividade foi cancelada.

Juristas ligados à faculdade que condenam a prática do lawfare – o uso da Justiça como instrumento político – apontam que Moro atuou de forma política no julgamento do ex-presidente Lula. Entre eles está Eugenio Zaffaroni, juiz da Corte Interamericana de Direitos Humanos.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum