Lula faz pronunciamento ao Brasil na véspera do 7 de Setembro; veja aqui

Ex-presidente deve comentar sobre os atos golpistas promovidos pelo presidente Jair Bolsonaro e sobre o Grito dos Excluídos

O ex-presidente Lula faz pronunciamento ao Brasil nesta segunda-feira (6), às vésperas dos atos golpistas do 7 de setembro, insuflados pelo presidente Jair Bolsonaro. O discurso está previsto para as 19h.

Notícias relacionadas

Além das manifestações golpistas, a oposição deve ir às ruas contra o governo, em mais uma edição do Grito dos Excluídos.

Um possível confronto é temido por governadores. A Polícia Militar de São Paulo vai mobilizar um contingente de 4 mil agentes para impedir armas. Em Brasília, mais de 6 mil PMs estarão nas ruas.

O pronunciamento de Lula sobre o 7 de setembro é bastante aguardado.

Atos golpistas

Bolsonaro está apostando o seu governo nas manifestações do dia 7 de Setembro. Assim como já havia feito em transmissões ao vivo e manifestações de rua, ele resolveu usar as suas próprias redes sociais na manhã desta segunda-feira (6), para convocar a população para os atos.

O presidente tenta colocar o país em xeque, minando a credibilidade de outras instituições enquanto seu governo derrete com uma incompetência total no governo, a desastrosa gestão na pandemia, a crise econômica e escândalos de corrupção envolvendo aliados e familiares.

Assista ao pronunciamento de Lula aqui, na TV Fórum:

Avatar de Lucas Rocha

Lucas Rocha

Lucas Rocha é formado em jornalismo pela Escola de Comunicação da UFRJ e cursa mestrado em Políticas Públicas na FLACSO Brasil. Carioca, apaixonado por carnaval e pela América Latina, é repórter da sucursal do Rio de Janeiro da Revista Fórum e apresentador do programa Fórum Global

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR