sexta-feira, 18 set 2020
Publicidade

Lula renasceu para descongelar a oposição em 2020, diz jornal português

O jornal Público, de Portugal, publicou em seu site na noite desta quarta-feira (1º) que diz que a saída do ex-presidente Lula da prisão, no dia 8 de novembro, serviu para “descongelar” a oposição e, livre, mudou o jogo político no Brasil.

“Durante meses os principais problemas para o Governo tinham origem no próprio executivo, nos seus aliados ou no Congresso. Na oposição à esquerda o cenário era de paralisia, agitada por lutas internas e com uma dificuldade permanente em entender-se. Esta situação ficou patente com a crise aberta no Partido Democrático Trabalhista (PDT), quando a deputada Tabata Amaral votou a favor da reforma do sistema de pensões, contrariando a linha do partido”, diz o texto.

A reportagem, de João Ruela Ribeiro, ouviu a pesquisadora Maria Hermínia Tavares, do Centro Brasileiro de Análise e Planeamento (Cebrap), que diz acreditar em dois desafios para a esquerda no ano que se inicia.

“O primeiro é reconhecer que há limites fiscais para qualquer política econômica. O outro é a [desvincular da imagem da] corrupção”, disse, acrescentando que “não é por acaso que [o ministro da Justiça, Sergio] Moro é a personalidade com mais apoio no país”.

Para Maria Hermínia, “um dos perigos da esquerda é cair no jogo fácil, porque é fácil fazer oposição ao Bolsonaro. Todos os dias ele diz uma besteira”.

Já a professora de Relações Internacionais da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Esther Solano, diz que agora o papel de Lula é fazer o contraponto a Bolsonaro.

“Neste momento Lula está a jogar esse jogo de ser oposição a Bolsonaro, o pólo oposto. E, para além disso, ele acaba de sair da cadeia, portanto sai com um discurso de confronto”, diz.

Leia a reportagem completa no Público

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.