Fórumcast, o podcast da Fórum
16 de agosto de 2019, 18h24

Lula: “Se bater Dallagnol e Moro no liquidificador, o suco não dá 10% da minha honestidade”

Em entrevista ao jornalista Bob Fernandes, ex-presidente destacou a interferência dos Estados Unidos no processo que o levou a prisão e desafiou a CIA, o FBI e até a Nasa a encontrar dinheiro ilícito ou ilegalidades ligadas a ele

Reprodução/TVE

Em entrevista ao jornalista Bob Fernandes gravada nesta quarta-feira (14) e que está sendo veiculada pela TVE da Bahia nesta sexta-feira (16), o ex-presidente Lula voltou a defender sua inocência e criticar o ministro da Justiça, Sérgio Moro, além do coordenador da Lava Jato, procurador Deltan Dallagnol.

Como de costume, Lula ressaltou que Moro, enquanto juiz, mentiu na sentença que o levou à cadeia e reafirmou sua honestidade.

O Facebook silenciou a Fórum. Censura? Clique aqui e nos ajude a lutar contra isso

Perguntado por Bob Fernandes sobre o papel do departamento de Justiça dos Estados Unidos no processo que o condenou, visto que os norte-americanos teriam cooperado com a Lava Jato para encontrar supostas contas secretas de Lula no exterior – que não foram encontradas -, o ex-presidente disparou: “Desafio a CIA, o FBI a encontrar qualquer dinheiro meu. Desafio a Nasa, pode até procurar na lua”.

Sobre o ex-juiz e o procurador da Lava Jato, Lula usou sua habitual analogia popular: “Se bater Dallagnol e Moro no liquidificador, o suco não dá 10% da minha honestidade”.

“Desde o dia que ele [Dallagnol] deu uma coletiva dizendo que não tinha provas contra mim, mas apenas convicções, o Conselho Nacional do Ministério Público tinha que ter tirado esse moleque”, afirmou o petista, que ainda acrescentou: “As minhas palestras não eram clandestinas como as do Dallagnol”.

Assista à íntegra da entrevista.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum