Fórumcast, o podcast da Fórum
09 de setembro de 2019, 19h50

Maioria da população se opõe à privatização de estatais, defendida por Paulo Guedes

Porcentagem dos que defendem privatizações despencou de dezembro até agosto; Petrobras pública é defendida pela maioria dos brasileiros

Foto: Ana Maria Miranda

Apesar da iniciativa do governo Bolsonaro em promover a venda de estatais a partir das orientações do ministro da Economia, Paulo Guedes, um levantamento do Datafolha aponta que a população brasileira não está de acordo com os planos. Segundo a pesquisa, divulgada nesta segunda-feira (8), 67% dos brasileiros são contrários às desestatizações e apenas 25% se diz favorável.

Em comparação com pesquisa do instituto realizada em dezembro e divulgada em janeiro, o número de favoráveis às privatizações despencou, indo de 36% para 25%, enquanto os contrários subiu de 60% para 67%. A pesquisa foi feita em meio ao plano do governo Bolsonaro de conceder 15 estatais à iniciativa privada, entre elas, a Eletrobras, os Correios e a Casa da Moeda.

A Petrobras, que não aparece no plano de Guedes, mas tem sido alvo de um desmonte de suas subsidiárias, aparece como a empresa que os brasileiros mais defendem. Apenas são 27% a favor da privatização, enquanto 65% são contra. Os bancos públicos vêm logo em seguida, com 29% favoráveis e 65% contrários.

A privatização dos Correios, que Guedes e Bolsonaro mais defendem a venda, aparece com a reprovação ligeiramente mais baixa, com 33% a favor e 60% contra.

A aprovação das privatizações só supera a reprovação entre pessoas com renda acima de dez salário mínimos (50%), empresários (51%) e simpatizantes do PSL (67% a favor e 27% contra). Entre os que votaram em Bolsonaro em 2018, a maioria é contrária (36% a favor e 56% contra).

A pesquisa foi realizada nos dias 29 e 30 de agosto e ouviu 2.878 pessoas em 175 municípios de todas as regiões do país. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos, e o nível de confiança é de 95%.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum