Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
11 de abril de 2019, 06h20

Maioria da população sente mais medo do que confiança na polícia, diz Datafolha

Levantamento revela também que que a maioria dos eleitores de Bolsonaro discordam do chamado "excludente de ilicitude" do pacote anticrime de Sérgio Moro, que isenta de punição policiais que matarem sob "forte emoção" - o que é considerado por especialistas como uma licença para matar

Bolsonaro e Sergio Moro (Foto: Marcos Corrêa/PR)

Dados da pesquisa Datafolha divulgados nesta quinta-feira (11) na coluna Painel, de Daniela Lima, mostram que a maioria da população sente mais medo do que confiança na polícia.

Especial: 100 medidas que provocam o desmonte do Estado brasileiro em 100 dias de governo Bolsonaro

Segundo a colunista, as regiões Sudeste e Nordeste registram o maior percentual de pessoas que dizem sentir mais medo do que confiança na polícia: 53%. Somente na região Sul essa proporção se inverte: 55% dizem sentir mais confiança do que medo.

Na nota, a colunista ainda revela que a maioria dos eleitores de Bolsonaro não apoiaram a medida de facilitar o posso de armas e discordam do chamado “excludente de ilicitude” do pacote anticrime de Sérgio Moro, que isenta de punição policiais que matarem sob “forte emoção” – o que é considerado por especialistas como uma licença para matar aos policiais.

O recorte da pesquisa revela que 62% dos que votaram no presidente discordam da tese de que o porte de arma amplia a segurança. O levantamento também mostra que 64% dos que escolheram o capitão na urna divergem da ideia de que uma polícia que mata mais suspeitos de crimes amplia a proteção à sociedade.

Sobre o “excludente de ilicitude”, 69% dizem discordar totalmente dessa hipótese e outros 14% afirmam rejeitar a tese “em parte”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum