Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
14 de novembro de 2018, 12h45

Maioria dos assassinatos do Nordeste são por armas de fogo, dizem governadores a Bolsonaro

A flexibilização da posse de armas de fogo foi uma das principais bandeiras de Bolsonaro durante a campanha

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Os governadores do Nordeste, representados pelo governador do Piauí, Wellington Dias (PT), enviaram carta ao presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), onde afirmam que a região concentra 40,5% dos casos de homicídios no Brasil e ressaltam que a maioria é causada por armas de fogo.

“Destacamos, inicialmente, a importância do trabalho em conjunto para a superação dos altos índices de violência registrados no Nordeste, ponto essencial para a melhoria da qualidade de vida. Do total de assassinatos registrados no Brasil, o Nordeste concentra 40,5% dos casos, em sua maioria, provocados por armas de fogo”, diz a carta.

A flexibilização da posse de armas de fogo foi uma das principais bandeiras de Bolsonaro durante a campanha. Integrantes de seu governo e aliados já declararam que trabalharão por mudanças na legislação a fim de facilitar a aquisição delas pela população.

Na carta, os governadores do Nordeste pedem que Bolsonaro dê prioridade à segurança pública com ações integradas, a análises da migração de criminosos, ao combate à entrada de armas e drogas ilícitas na fronteira, e o apoio ao Sistema Nacional de Segurança Pública, assim como a criação do fundo para abastecê-lo com recursos.

A intenção é que a carta seja entregue a Bolsonaro quando este chegar ao Fórum dos Governadores, o primeiro encontro entre os mandatários estaduais eleitos e reeleitos desde o fim das eleições de outubro, que acontece nesta quarta-feira (14) em Brasília.

Leia a matéria completa no UOL

Fórum precisa ter um jornalista em Brasília em 2019. Será que você não pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum