Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
18 de novembro de 2019, 22h32

Mais de 400 mil contas foram banidas pelo WhatsApp durante as eleições de 2018

A rede social informou que não possui uma lista detalhada de todos as contas que foram banidas durante as eleições, mas informa que foram mais de 400 mil

Foto: Reprodução

Em ofício enviado pelo WhatsApp nesta segunda-feira (18) para a Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das Fake News, a rede social informou que teve que banir mais de 400 mil contas por violações aos seus termos de uso. A proibição do envio massivo de mensagens é uma das regras do aplicativo.

Atendendo a uma solicitação do senador Angelo Coronela (PSD-BA), que pediu uma listagem das contas banidas entre 15 de agosto e 28 de outubro de 2018 por serem potencialmente robôs, o WhatsApp informou que não possui informações detalhadas sobre elas – como número de telefone e nome do perfil – mas que comunicou que foram mais de 400 mil.

Não é sócio Fórum? Quer ganhar 3 livros? Então clica aqui.

“Por conta do longo período transcorrido desde o intervalo de datas de 15 de agosto de 2018 a 28 de outubro de 2018, de um modo geral o WhatsApp não tem informações disponíveis relacionadas a contas banidas nesse período”, afirmou o aplicativo.

O WhatsApp ainda disse que não baseia suas decisões pelo conteúdo compartilhado, mas pela maneira como é feito, através de uma análise do comportamento dos perfis.

Fake news

A investigação sobre uso de robôs para a divulgação de notícias falsas é um dos objetivos da CPMI. Segundo levantamento do The Guardian, a difusão de fake news durante as eleições aconteceu de forma majoritária pela direita e ajudou a eleger o presidente Jair Bolsonaro. O jornal aponta que 42% das mensagens difundidas por contas de direita durante as eleições eram falsas enquanto apenas 3% do conteúdo divulgado pela esquerda podem ser considerados fake news


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum