Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
11 de outubro de 2019, 16h13

Major Olímpio incendeia PSL: “Gostaria que Flávio Bolsonaro saísse”

Para o senador, os filhos de Bolsonaro são o maior problema do governo e crê que a nomeação de Eduardo Bolsonaro como embaixador perdeu força após Trump recuar em apoio ao Brasil na OCDE

Major Olímpio, Bolsonaro e Eduardo Bolsonaro (Reprodução/Youtube)

O senador Major Olímpio (PSL-SP), líder do PSL no Senado, deu uma dura declaração na manhã desta sexta-feira (11) sobre os filhos do presidente Jair Bolsonaro. Segundo ele, os parlamentares da família Bolsonaro atuam como príncipes e prejudicam o partido. Olímpio defendeu também a saída do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) da legenda, investigado por suposto esquema de rachadinhas em seu gabinete enquanto era deputado estadual na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro.

“Gostaria que o Flávio [Bolsonaro] saísse [do PSL], eu não escondo isso de ninguém. Gostaria. E outra coia, nós apoiamos o presidente Bolsonaro, não reconheço no país ainda monarquia, dinastia, filho príncipe, nada disso. Aliás, o que está desgastando muito o presidente são filhos com mania de príncipes”, disparou o líder do PSL no Senado em entrevista à GloboNews.

Na conversa com jornalistas ele comparou a situação de Flávio com a do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro, acusado de comandar esquema de candidaturas laranjas no PSL de Minas Gerais. Olímpio disse que “se fosse o Marcelo Álvaro” se afastaria do cargo no Ministério para se defender na tribuna da Câmara dos Deputados.

Eduardo Bolsonaro

O filho “03” do presidente também foi alvo de Olímpio. Para ele, a retirada do apoio dos EUA à entrada imediata do Brasil na OCDE descredencia Eduardo Bolsonaro como um bom nome para assumir a Embaixada brasileira em Washington. “Vejo com muita dificuldade a aprovação. Converso muito nos bastidores, já estava complicado. Mas, hoje, com a negativa da OCDE, aprovar Eduardo seria para atender a um interesse pessoal do presidente”, disse à jornalista Andreia Sadi, do G1.

“Mal informado”

Olímpio ainda declarou que “sem PSL e sem Bivar, não existiria Bolsonaro presidente” e que o mandatário está “mal informado”. “O PSL é o único partido que vota 100% com o presidente. Essa base não pode sofrer fissuras pelos problemas internos do partido”, disse ao BR Políticodo Estadão.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum