Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
27 de setembro de 2019, 11h18

Manuela D´Ávila critica revelação de Janot: “demonstra sua irresponsabilidade com o país”

“Imaginem, senhoras e senhores, se a cada ofensa à minha honra e à de minha filha eu pegasse uma arma?”, questionou a ex-deputada do PCdoB

Foto: Reprodução/YouTube

A ex-deputada e candidata à vice-presidência da República na chapa encabeçada por Fernando Haddad (PT), Manuela D´Ávila (PCdoB), postou uma sequência de tuites para comentar as reportagens da Veja, O Estado de S.Paulo e Folha de S.Paulo, divulgadas nesta quinta-feira (26).

Rodrigo Janot, ex-procurador-geral da República, admitiu quase ter assassinado o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes.

Manuela afirmou que a postura de Janot “demonstra sua irresponsabilidade com o país que já vive dias tão difíceis”.

Veja abaixo a sequência de tuites de Manuela:

1)Essa foi a terceira vez na semana que a realidade é tão surreal que me engana: achei que não era possível estar vendo essa capa da Veja e acreditei tratar-se de montagem. Infelizmente, a declaração é verdadeira e a capa também. Muitas reflexões vêm a minha mente.

2)A primeira, relacionada às razões pelas quais Janot decide falar sobre isso agora. Ninguém guarda isso para si e uma hora decide simplesmente desabafar depois de tanto tempo.

3)Ele quer sagrar-se o líder da violência política e dos violentos políticos do Brasil? Daqueles que encorajam que as diferenças sejam mediadas “na bala”? Quer ser o ídolo dos lobos solitários? Ele era Procurador-Geral da República!

4)Em respeito a si, às instituições e à democracia deveria buscar ajuda para tratar/enfrentar suas raivas e não atirá-las ao vento. Sua postura demonstra sua irresponsabilidade com o país que já vive dias tão difíceis.

5)Mas não posso deixar de pensar sobre o papel das armas nas mãos dos homens que exercem o Poder. Quanto poder há na arma. Quantos símbolos. Quanta raiva, problema, frustração cabe no coldre, no gatilho de um homem branco cheio de poder que diz ter visto a honra da filha ofendida?

6)A forma como a masculinidade é construída em nossa sociedade faz com que a arma medie seus conflitos. E as consequências são despejadas na sociedade inteira. Imaginem, senhoras e senhores, se a cada ofensa à minha honra e à de minha filha eu pegasse uma arma?


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum