O que o brasileiro pensa?
03 de julho de 2020, 13h40

Márcia e Queiroz fraudaram documentos na Alerj para receber mais de R$ 376 mil em benefícios

Se fossem casados, eles não teriam direito ao auxílio-educação da maneira como receberam

Márcia Aguiar e Fabrício Queiroz (Foto: Redes Sociais)

Márcia Oliveira de Aguiar e Fabrício Queiroz fraudaram documentos para esconder a união estável e receber, junto à Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), benefícios que não teriam direito se fossem casados.

Dados obtidos por meio da Lei de Acesso à Informação e do Portal da Transparência mostram que o casal chegou a receber R$ 376.300 entre 2007 e 2018 graças a essa omissão.

Márcia pediu o auxílio-educação da Alerj para custear os estudos de seus filhos. Naquele período, só era permitida a concessão do benefício a três filhos por casal. Como ambos tinham, juntos, seis filhos, ocultaram a união estável e registraram endereços diferentes para receber o dinheiro para os seis.

Quando a Alerj, em 2011, verificou que Nathália, uma das filhas de Queiroz, recebia o benefício como sua dependente mesmo sendo servidora de Flávio, foi determinado que ele devolvesse o que havia recebido ao longo dos anos. O valor era cerca de R$ 17 mil.

Em um processo administrativo interno da Alerj, Queiroz foi questionado sobre se vivia com Márcia, já que os dados mostravam que eles tinham um filho em comum. Para não precisar devolver o dinheiro, o casal enviou declarações negando viver em união estável.

Com isso, receberam o benefício total. Em nota, a Alerj afirmou que, para abrir uma investigação para apurar desvios de Márcia e Queiroz, precisa haver um pedido da administração pública do estado. “Como se trata de ex-servidores, a atribuição constitucional de nova investigação e cobrança de valores recebidos ilegalmente é do Poder Executivo”.

Procurado, o advogado Paulo Emílio Catta Preta, que representa o casal, não respondeu.

Com informações da Época


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum