Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
04 de fevereiro de 2020, 06h29

Marqueteiro de Temer diz que fará documentário para rebater “Democracia em Vertigem”

Elsinho Mouco - que colecionou gafes como slogan “O Brasil voltou, 20 anos em 2” e apoiou Bolsonaro - diz que vai produzir o documentário “Trama contra a Democracia” para contar sua versão sobre o golpe que derrubou Dilma Rousseff do poder em 2016

Michel Temer e Elsinho Mouco (Reprodução)

Elsinho Mouco, marqueteiro de Michel Temer durante a passagem do golpista pelo Palácio do Planalto, busca mais alguns minutos de fama ao anunciar que pretende produzir um documentário para rebater a narrativa de Petra Costa em Democracia em Vertigem, sobre o processo que levou ao golpe de Dilma Rousseff (PT). O filme tem o nome provisório de “Trama contra a Democracia”.

Segundo informações da coluna Painel, na edição desta terça-feira (4) da Folha de S.Paulo, Mouco diz que pretender contar uma outra versão da história, lembrando casos em que o próprio PT teria contribuído para a queda de Dilma.

Durante sua breve passagem pelo Planalto, o marqueteiro colecionou gafes – como o uso de uma antiga bandeira do Brasil e o slogan “O Brasil voltou, 20 anos em 2” – e encheu o bolso.

Em outubro de 2017, Temer ampliou em 82% os repasses à agência de publicidade Calia, que pertence ao irmão de Elsinho Mouco.

Os gastos com a empresa somaram R$ 102,1 milhões nos 476 dias após o emedebista assumir (equivalentes a 15 meses e meio, até 31 de agosto), ante R$ 56 milhões em período idêntico, transcorrido até o afastamento da ex-presidente Dilma Rousseff.

Mouco também foi o responsável por criar o slogan “Ordem e Progresso”, que remonta aos primórdios da República, e o “Bora, Temer” para contrapor a “Fora, Temer”.

À época ela fez uma manobra ao assumir o cargo de diretor na agência Isobar (antiga Click), que cuidava da estratégia oficial para redes sociais, e passou a receber indiretamente do governo, tendo uma sala dentro do Palácio do Planalto.

No segundo turno das eleições de 2018, Mouco ensaiou uma aproximação com Jair Bolsonaro e chegou a declarar voto no capitão, após votar em Henrique Meirelles no primeiro turno.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum