Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
03 de abril de 2019, 16h28

MEC volta atrás e cancela viagem a Paris de “discípulos” de Olavo de Carvalho

Ministério iria bancar a viagem de três assessores da pasta à capital francesa, o que provocou incômodo no próprio governo

Olavo de Carvalho - Foto: Reprodução/YouTube

Em meio às inúmeras e frequentes crises protagonizadas pelo primeiro escalão do Ministério da Educação (MEC), especialmente pelo titular da pasta, Ricardo Vélez Rodríguez, mais uma decisão causou incômodo e provocou a reversão de uma decisão anterior.

O MEC acabou de cancelar a viagem a Paris de três assessores ligados ao “guru” da família Bolsonaro, Olavo de Carvalho. De acordo com publicação de O Estado de S.Paulo, uma determinação anterior do ministério de bancar os custos de passagens e diárias do grupo, entre os dias 6 e 14 deste mês na capital francesa, provocou revolta no próprio governo.

Depois disso, o MEC publicou no Diário Oficial da União (DOU), desta quarta-feira (3), um ato que tornou sem efeito a autorização para deslocamento da comitiva, composta por Bruna Luiza Becker, assessora especial; Mariana Nascimento Santos, chefe interina da Assessoria Internacional da pasta; e Murilo Rezende Ferreira, assessor do gabinete do ministro Vélez.

Programação

A programação do grupo em Paris incluiria visita às instalações da Casa França – Brasil, participação em reunião com a delegação brasileira junto à Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e em uma sessão do “Education Policy Committee” (EDPC).

Ricardo Machado Vieira, secretário-executivo do MEC, segundo posto na hierarquia da pasta, assinou o cancelamento da viagem.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum