Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
03 de dezembro de 2019, 18h36

Membros de partidos de esquerda se voltam contra a decisão do STF sobre segunda instância

Dezessete parlamentares de três legendas do campo da oposição (PDT, PSB e Rede), entre eles o líder do bloco opositor no Senado, se uniram à Frente Parlamentar Mista em Defesa da Prisão em Segunda Instância capitaneada por Álvaro Dias

Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Deputados e senadores do PSB, PDT e Rede se uniram à mobilização comandada por Álvaro Dias (Podemos-PR) e Marcelo Van Hattem (Novo-RS) em defesa da aprovação de Proposta de Emenda à Constituição que quer permitir a prisão após condenação em segunda instância, contrariando uma das cláusulas pétreas da Carta de 88 e o entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF), que proibiu a execução antecipada da pena. A Frente Parlamentar Mista em Defesa da Prisão em Segunda Instância foi lançada na tarde desta terça-feira (3).

A Frente possui cerca de um terço da Câmara e um terço do Senado. São 179 dos 513 deputados federais e 33 dos 81 senadores. Nessa contagem, há 17 integrantes de partidos de oposição, sendo 13 deputados e 4 senadores. Entre eles, o líder da oposição no Senado, Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

A bancada da Rede foi a que mais aderiu a frente em termos proporcionais, com 75%. Os três senadores da legenda, que são Rodrigues, Flávio Arns (Rede-PR) e Fabiano Contarato (Rede-ES), se juntaram ao grupo e apenas a deputada federal Joênia Wapichana (Rede-RR) ficou de fora.

Em números absolutos, o PSB é o partido opositor que mais fortalece a frente, com 10 nomes: Leila Barros (senadora, PSB/DF), Aliel Machado (deputado, PSB/PR), Gonzaga Patriota (deputado, PSB/PE), Jefferson Campos (deputado, PSB/SP), Júlio Delgado (deputado, PSB/MG), Liziane Bayer (deputada, PSB/RS), Luciano Ducci (deputado, PSB/PR), Mauro Nazif (deputado, PSB/RO), Rodrigo Agostinho (deputado, PSB/SP) e Rodrigo Coelho (deputado, PSB/SC). A lista é bastante similar com a dos deputados que foram punidos por votarem a favor da Reforma da Previdência do governo.

Logo atrás, aparece o PDT, com 4 deputado federais nas listas da Frente: Alex Santana (PDT/BA), Gil Cutrim (PDT/MA), Gustavo Fruet (PDT/PR), Subtenente Gonzaga (PDT/MG). Com exceção de Fruet, os outros três já foram punidos pela legenda por terem votado a favor da reforma da Previdência junto da deputada Tábata Amaral e mais três nomes.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum