Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
11 de outubro de 2018, 15h39

Menos de 24 horas após ser preso, Justiça manda soltar o tucano Marconi Perillo

Ex-governador e ex-senador por Goiás, Perillo foi denunciado na Operação Cash Delivery por suspeita de envolvimento no pagamento de propina a servidores públicos do estado, lavagem de dinheiro e associação criminosa

Foto: Reprodução/YouTube

Olindo Menezes, desembargador da 4ª Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, concedeu habeas corpus, deliberando a soltura do ex-governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), de acordo com informações de Jonas Valente, da Agência Brasil. Ele foi preso na tarde desta quarta-feira (10), no momento em que depunha na Superintendência da Polícia Federal, em Goiás.

Ex-governador e ex-senador, Perillo foi denunciado na Operação Cash Delivery por suspeita de envolvimento no pagamento de propina a servidores públicos do estado, lavagem de dinheiro e associação criminosa. De acordo com delações de executivos da construtora Odebrecht, o político recebeu cerca de R$ 12 milhões em recursos ilegais entre 2010 e 2014 para favorecer a empresa em contratos.

Em nota, o advogado do ex-governador, Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, disse que, desde o começo, considerou “ilegal, arbitrária e infundada” a decisão inicial. Para Kakay, a prisão, de certa forma, “afrontava outras decisões de liberdade que já foram concedidas nesta mesma operação”. Ele afirmou que “ninguém está acima da lei”, mas condenou “prejulgamentos” e o “uso desnecessário de medidas abusivas”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum