Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
14 de fevereiro de 2019, 09h44

Merval Pereira, d’O Globo, diz que filhos desestabilizam governo Bolsonaro

"'Filhos, melhor não tê-los', já advertia ironicamente o poeta Vinicius de Moraes", relata o principal porta voz da família Marinho na política

Merval e os três filhos de Bolsonaro (Reprodução)

Principal porta-voz da família Marinho no cenário político, Merval Pereira criticou em artigo intitulado “Autofagia“, na edição desta quinta-feira (14) do jornal O Globo, as confusões dos filhos de Jair Bolsonaro que estariam desestabilizando o governo.

“‘Filhos, melhor não tê-los’, já advertia ironicamente o poeta Vinicius de Moraes, para completar: ‘Mas sem tê-los, como sabê-los’?. A relação do presidente com seus filhos é um dos fatores desestabilizadores desse governo que mal se iniciou”, diz Merval.

Segundo ele, as confusões envolvendo os três filhos políticos de Bolsonaro provocam intrigas dentro do próprio grupo de governo, especialmente os militares. “O senador Flávio Bolsonaro, o 01, tenta se desvencilhar do caso de seu ex-assessor Fabricio Queiroz, apanhado pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) em uma “movimentação atípica” de R$ 1,2 milhão”, relata.

Segundo ele, Carlos, o “02”, mantém a desconfiança de que existem pessoas interessadas na morte de seu pai. “Na posse, ele fez questão de aboletar-se no Rolls Royce que conduzia seu pai. O 02 acordara com um mau pressentimento e, armado de uma Glock, pediu para ser o guarda-costas do pai”.

Já o “03”, o deputado federal reeleito Eduardo Bolsonaro, “considera-se um assessor presidencial especialíssimo, e trabalha para ligar o PSL ao conjunto de partidos de direita pelo mundo, que o estrategista americano Steve Bannon sonha reunir. Já admitiu se candidatar à sucessão do pai caso Bolsonaro acabe mesmo com a reeleição, como prometeu”.

Por fim, Merval fala das confusões entre a própria prole Bolsonaro. “O 01 nunca recebeu apoio do 02. O 03 ontem se recusou a falar sobre a crise em que o 02 está metido”.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum