Fórumcast, o podcast da Fórum
13 de setembro de 2019, 19h14

Mestrado de Wilson Witzel, governador do RJ, é plágio

Trabalho tem 63 parágrafos copiados de outros autores sem as citações, aponta levantamento da BBC

Foto: Tânia Rego/Agência Brasil

Descoberta mais uma fraude no currículo acadêmico de Wilson Witzel. A dissertação de mestrado do governador do Rio de Janeiro contém vários trechos que foram copiados de outros autores sem que fossem feitos os devidos créditos. O levantamento feito pela BBC Brasil mostra que 63 parágrafos de um trabalho de 139 foram plagiados parcialmente ou na sua íntegra.

O tema da dissertação de Witzel foi a “Medida Cautelar Fiscal”. A dissertação foi defendida eme 2010 e apresentada na Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). No total, o governo do Rio de Janeiro copiou textos de seis autores diferentes. Um deles, o advogado Juliano Ryzewski, se mostrou incomodado quando soube que teve parte da sua obra utilizada sem o devido crédito. “Por ser uma pessoa pública, deveria tomar maior cuidado com isso. Ele está autointitulando autor de um texto que ele não escreveu, mas copiou. É complicado”.

É comum que casos de plágios no meio acadêmics sejam levados à análise por comissões dentro das universidades. Caso se confirme que houve realmente plágio em trabalho são tomadas medidas contra o autor da fraude. Em alguns casos, a punição pode chegar à perda do título obtido.

A resposta do governo do Rio de Janeiro foi a mais evasiva possível. “Os trechos citados exemplificam a dissertação de mestrado apresentada pelo governador Wilson Witzel em 2010, que foi aprovada pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Como toda obra acadêmica, a tese de Witzel se utiliza de citações de diferentes autores e fontes que compõem a abordagem teórica sobre o tema.”

Em maio deste ano o jornal O Globo mostrou que Witzel mentiu ao dizer que tinha feito doutorado na universidade de Havard, nos Estados Unidos. Na época a desculpa do governador foi que ele tinha a intenção de fazer o curso na instituição norte-americana. Não consta nenhuma candidatura de Witzel à vaga na universidade.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum