Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
29 de julho de 2019, 08h23

Michelle Bolsonaro consome R$ 328,8 mil dos cofres públicos para “readequar espaço” de trabalho

A reforma da sala ocorre em meio a contingenciamentos de gastos do governo Bolsonaro. O mais recente, de R$ 1,4 bilhão, foi anunciado semana passada

Foto: Agência Brasil

A primeira-dama Michelle Bolsonaro consumiu R$ 328,8 mil dos cofres públicos para montagem e decoração do espaço onde vai trabalhar com sua equipe na Esplanada dos Ministérios, em Brasília.

O valor inclui apenas gastos com as obras para “readequar” o ambiente de quase 300 metros, já que os mobiliários usados integravam o patrimônio da União.

A informação foi obtida pela coluna de Bela Megale, no Globo, via lei de acesso à informação.

A esposa do presidente Jair Bolsonaro (PSL-RJ) é presidente do conselho do Programa Nacional de Incentivo ao Voluntariado e, por conta disto, o local onde vai trabalhar fica no mesmo bloco dos ministros Osmar Terra (Cidadania) e Damares Alves (Direitos Humanos).

Ela vai ocupar o local com outros dez funcionários, cujos salários variam entre R$ 1,6 mil a R$ 5,2 mil.

Como primeira-dama, Michelle não tem direito a salário. Ela também não dá expediente todos os dias no local, segundo funcionários do ministério.

A reforma da sala ocorre em meio a contingenciamentos de gastos do governo Bolsonaro. O mais recente, de R$ 1,4 bilhão, foi anunciado semana passada.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum