Militar preso com cocaína no avião presidencial processa Eduardo Bolsonaro

Manoel Silva Rodrigues quer ser ouvido na comissão que o deputado preside na Câmara

Detido na Espanha – onde foi apreendido com 39 kg de cocaína que levava dentro de um avião da Força Aérea, que fazia parte da comitiva presidencial, durante uma viagem ao exterior – o sargento Manoel Silva Rodrigues está processando o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL). A alegação do militar é que ele está sendo acusado de tráfico internacional de drogas pela Comissão de Relação Exteriores da Câmara dos Deputado e não está tendo o direto de se defender.

Eduardo Bolsonaro preside a comissão que já ouviu representantes do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência e da FAB, e todos colocaram a culpa em Manoel. Por meio dos seus advogados, o sargento tentou de diferentes formas entrar em contato com o parlamentar para que pudesse ser ouvido.

Como não houve resposta até o momento, Rodrigues ingressou com o pedido na Justiça comum de Brasília. A juíza Joana Cristina Brasil Barbosa Ferreira não acatou a solicitação. Para a magistrada não há urgência para o militar se manifestar sobre o caso, e disse que a Comissão de Relações Exteriores da Câmara não tem a função de julgar criminalmente.

Manoel Silva Rodrigues pode entrar com um recurso na segunda instância da Justiça e aguardar que o inquérito que corre sob sigilo na FAB resulte na abertura de um processo judicial, quando só então poderá ser ouvido.

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR