O que o brasileiro pensa?
13 de julho de 2020, 08h10

Ministério da Saúde contrata por R$ 24 milhões empresa envolvida em garimpo ilegal em terra indígena

Empresa de táxi aéreo, que já foi alvo de busca e apreensão, está proibida de operar voos desde o último dia 17

Warley de Andrade/TV Brasil

O Ministério da Saúde, sob gestão de Eduardo Pazuello, contratou por R$ 24,3 milhões uma empresa que fornece aeronaves para o transporte de profissionais de saúde. O sócio, no entanto, é suspeito de ceder aeronaves ao garimpo ilegal em terra indígena ianomâmi.

Uma das aeronaves da empresa chegou a ser fotografada pelos indígenas em suas terras e as imagens foram enviadas à Polícia Federal. Com isso, a Justiça Federal decretou a busca e apreensão da aeronave, que leva o logo da Icaraí Turismo Táxi Aéreo.

Além disso, de acordo com reportagem do jornal O Globo, a empresa está proibida de operar voos desde o último dia 17, por decisão da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

O órgão diz que a empresa “não demonstrou possuir controle sobre a qualificação de seus tripulantes, permitindo que estes tripulem aeronaves sem estarem aptos”. A Icaraí, no entanto, continuou transportando indígenas e profissionais de saúde, em missões vinculadas ao Ministério da Saúde.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum