Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
28 de novembro de 2019, 19h51

Ministra de Bolsonaro diz que carne não está cara: “estava muito barata”

“Vai ter uma estabilização. Não vão ter mais essas puxadas. Mas não tem perigo de voltar ao que era. Mudou o patamar. Já tinha mudado o da soja, do milho”, afirmou Tereza Cristina

Foto: Reprodução

A ministra da Agricultura de Jair Bolsonaro, Tereza Cristina, conhecida como “Musa do Veneno”, em função de seu posicionamento favorável ao uso de agrotóxicos, afirmou em entrevista ao Poder360  que o preço da carne não deve baixar. Alheia às dificuldades econômicas da maioria do povo brasileiro, ela argumentou que o produto estava muito barato nos últimos três anos e que isso foi ruim para os criadores de gado e também para os consumidores.

“Vai ter uma estabilização. Não vão ter mais essas puxadas. Mas não tem perigo de voltar ao que era. Mudou o patamar. Já tinha mudado o da soja, do milho”, afirmou a ministra. “A carne ficou por três anos com valor muito baixo. Isso faz com que o mercado sinta mais essa subida”. Ela disse que não faltará carne nos açougues. “O risco de desabastecimento é zero.”

Não é sócio Fórum? Quer ganhar 3 livros? Então clica aqui.

Segundo a ministra, o aumento no preço da carne se deve à maior procura dos chineses pelo produto. A peste suína africana levou à perda de 40% do rebanho do país asiático. Isso fez com que a China passasse a adquirir mais carne bovina de outros países. Os chineses tinham comprado 20 mil toneladas em junho e passaram para 65 mil em outubro.

“O produtor vinha tendo muitos problemas, querendo até trocar de atividade, porque estava tendo prejuízo”, afirmou. “A produção vai aumentar. Podemos diminuir o tempo de abate, tendo animais mais jovens no peso ideal”,


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum