Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
01 de fevereiro de 2019, 16h11

Ministro da Educação de Bolsonaro diz que brasileiros são ladrões

“O brasileiro viajando é um canibal. Rouba coisas dos hotéis, rouba assento salva-vidas do avião; ele acha que sai de casa e pode carregar tudo”, declarou Ricardo Vélez Rodríguez, em entrevista à Veja

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Ministro da Educação de Jair Bolsonaro, o colombiano Ricardo Vélez Rodríguez, mostrando total desrespeito ao país que o acolheu e despreparo para o cargo que exerce, deu a entender que os brasileiros são ladrões.

“O brasileiro viajando é um canibal. Rouba coisas dos hotéis, rouba assento salva-vidas do avião; ele acha que sai de casa e pode carregar tudo. Esse é o tipo de coisa que tem que ser revertido na escola”, afirmou, em entrevista à revista Veja, que vai às bancas neste fim de semana.

Rodríguez declarou, ainda, que vai acabar com as cotas e com a universidade pública. “Em nenhum país do mundo a universidade chega para todos. Ela representa uma elite intelectual, para a qual nem todos estão preparados”, disse.

“Escola sem Partido”

Não satisfeito, resolveu atacar o ex-ministro José Dirceu. Questionado se é favorável ao projeto “Escola sem Partido”, respondeu da seguinte forma:

“Posso dizer numa maldade? Se o José Dirceu achou o fim da picada, é porque o ‘Escola sem Partido’ deve ser algo bom. A escola não serve para fazer política”.

E ameaçou: “Quem praticar isso ostensivamente vai responder à legislação que existe neste país”.

Leia aqui a entrevista na íntegra

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum