Ministro de Bolsonaro nega respostas sobre investigação contra Sleeping Giants

Pasta ignorou 17 de 20 perguntas enviadas pela bancada do PSOL. Argumento utilizado foi que o processo corre em sigilo

O Ministério da Justiça negou resposta a maioria das perguntas enviadas por deputados federais do PSOL sobre a investigação da Polícia Federal contra o Sleeping Giants Brasil, movimento que promove a desmonetização de veículos que propagam fake news e discurso de ódio. Ao todo, 17 de 20 perguntas ficaram sem resposta.

O partido questionou qual é o embasamento legal para a investigação, se há precedente de ações similares e quais órgãos públicos tiveram acesso às informações do inquérito. A orientação dada sigla foi a de fazer um pedido via Judiciário para ter as respostas.

O argumento da pasta para negar a maioria das respostas, no entanto, foi que o processo corre em sigilo. A informação é do jornal Folha de S.Paulo.

O questionamento do PSOL ao Ministério da Justiça ocorre após reportagem do Intercept Brasil revelar que o delegado Ricardo Filippi Pecoraro, da Polícia Federal do Paraná, investigou o movimento uma semana depois do grupo surgir nas redes sociais. O delegado é cunhado do editor do site bolsonarista Senso Incomum.

Flavio Azambuja Martins, mais conhecido pelo pseudônimo Flavio Morgenstern, já foi acusado pelo movimento de publicar notícias falsas. O influenciador bolsonarista também já foi condenado a indenizar Caetano Veloso em R$ 120 mil por acusá-lo de pedofilia.

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.