Fórumcast, o podcast da Fórum
04 de fevereiro de 2019, 06h24

Ministro de Bolsonaro usou mulheres como candidatas laranjas para desviar recursos na eleição em MG

Uma das candidatas, Lilian Bernardino recebeu da direção do PSL R$ 65 mil de recursos públicos, declarou ter gasto todo esse valor e obteve apenas 196 votos. Porém, o secretário do PSL em Ipatinga (MG), Edmilson Luiz Alves, que coordenou o comitê de campanha do PSL na região, disse nunca ter visto a candidata

Bolsonaro dá posse a Marcelo Alvaro no Ministério do Turismo (Foto: Carolina Antunes/PR)

Ministro do Turismo do governo Jair Bolsonaro (PSL), Marcelo Álvaro Antônio (PSL/MG), deputado federal mais votado em Minas, patrocinou um esquema de candidaturas laranjas no estado que direcionou verbas públicas de campanha para empresas ligadas ao seu gabinete na Câmara. As informações são dos jornalistas Ranier Bragon e Camila Mattoso, na edição desta segunda-feira (4) da Folha de S.Paulo.

Com o esquema, o comando nacional do partido do PSL repassou R$ 279 mil a quatro candidatas, que tiveram pouco mais de 2 mil votos no Estado. O valor representa o percentual mínimo exigido pela Justiça Eleitoral (30%) para destinação do fundo eleitoral a mulheres candidatas.

Segundo a Folha, dos R$ 279 mil repassados pelo PSL, ao menos R$ 85 mil foram parar oficialmente na conta de quatro empresas que são de assessores, parentes ou sócios de assessores do hoje ministro de Bolsonaro.

Uma das candidatas, Lilian Bernardino recebeu da direção do PSL R$ 65 mil de recursos públicos, declarou ter gasto todo esse valor e obteve apenas 196 votos. Porém, o secretário do PSL em Ipatinga (MG), Edmilson Luiz Alves, que coordenou o comitê de campanha do PSL na região, disse nunca ter visto a candidata. “Não, não conheço essa Lilian não. Nem o telefone dela eu tenho.”

Veja também:  Lula perde a Mel, sua cachorra de estimação

Leia a reportagem completa na Folha de S.Paulo.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum