Ministro do Meio Ambiente foi internado por “estresse ambiental”

#ForçaSalles: Ministro passou mal, ficou em observação na UTI do Hospital das Forças Armadas e agora passa bem; segundo interlocutor, o motivo da internação é um "estresse ambiental"

Internado desde a madrugada desta quarta-feira (28) no Hospital das Forças Armadas (HFA) em Brasília, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, já passa bem e deve ter alta ainda hoje. As informações são do ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva.

Em nota assinada pelo contra-almirante Nestor Francisco Miranda Júnior, o Hospital das Forças Armadas diz que Salles, de 44 anos, foi internado com “quadro de mal estar”, sem sintomas aparentes.

“Ricardo de Aquino Salles foi admitido na Unidade de Emergência do HFA em 27 de agosto de 2018 com quadro de mal estar. No momento da admissão, encontrava-se assintomático. Entretanto a equipe assistente optou pela internação hospitalar para realização de exames de rotina. Evoluiu durante o período noturno sem intercorrências clínicas”, dizia o primeiro boletim médico.

Leia também
Quem é Ricardo Salles, o ministro do Novo que está destruindo a Amazônia

De acordo com Azevedo e Silva, Salles, que chegou a ficar em observação na UTI, foi acometido por um “estresse ambiental”.

“Foi um estresse, vamos dizer, ambiental”, afirmou o ministro da Defesa, completando que a hipótese de infarto já foi descartada.

Nas redes sociais, bolsonaristas alavancaram a tag #ForçaSalles em apoio ao ministro do Meio Ambiente.

Salles tem sido alvo, nas últimas semanas, de intensas críticas, tanto no âmbito nacional quanto internacional, por, supostamente, ser complacente com a escalada de queimadas e desmatamento na Floresta Amazônica. O ministro é alvo de um pedido de impeachment protocolado pelo senador Fabiano Contarato (Rede-ES).

 

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR