O que o brasileiro pensa?
15 de dezembro de 2019, 15h15

Ministro do Meio Ambiente posta foto de churrasco e a frase “um almoço veggie!”

RIcardo Salles foi visto como um dos "vilões" da COP-25 por ter adotado uma postura contra o acordo que vinha sendo costurado e rompido com a tradição da diplomacia ambiental brasileira

Ricardo Salles, ministro do Meio Ambiente (Reprodução)

Criticado por ter adotado uma postura conservadora na COP-25, a conferência do clima da ONU, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, fez uma postagem em suas redes ironizando ambientalistas. Salles postou a foto de um prato de churrasco e disse que estaria aderindo ao vegetarianismo para “compensar” as emissões na COP.

“Para compensar nossas emissões na COP, um almoço veggie”, publicou o ministro. Salles foi visto como “vilão” na conferência após o Brasil fazer um giro de 360º na diplomacia ambiental e abandonar o protagonismo que vinha tendo nos últimos anos ao conduzir acordos climáticos que buscavam uma redução nas emissões de gases de efeito estufa.

Mais cedo, ele fez uma postagem afirmando que a COP foi “não deu em nada”. “Países ricos não querem abrir seus mercados de créditos de carbono. Exigem medidas e apontam o dedo para o resto do mundo, sem cerimônia, mas na hora de colocar a mão no bolso, eles não querem. Protecionismo e hipocrisia andaram de mãos dadas, o tempo todo”, disse ainda.

Os representantes dos países da COP 25 chegaram a um acordo mínimo na manhã deste domingo após um intenso debate que, por falta de consenso, fez o encontro se estender por dois dias além do esperado. O texto aprovado, intitulado,  “Chile-Madri, hora de agir”, determina que os países apresentem em 2020 compromissos mais ambiciosos para reduzir as emissões de gases poluentes, que impactam na mudança do clima, e que cumpram as metas estabelecidas junto ao Acordo de Paris sobre o clima, de 2015.

Extremamente criticado pelas outras nações por conta da política ambiental do atual governo, o Brasil foi um dos principais entraves na aprovação do texto, que para críticos ainda é muito limitado. Ricardo Salles queria que fossem retirados dois parágrafos sobre o papel dos oceanos e do uso da terra no clima global. Após muita relutância e diante do apelo dos outros países, o Brasil, então, cedeu e o acordo mínimo foi aprovado.

Preço da carne

Além da ironia com o veganismo, o pratão de carne postado por Salles em Madrí, onde foi o encontro, contrasta com o vertiginoso aumento do preço do alimento no Brasil. A alta na carne é defendida por Bolsonaro.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum