domingo, 27 set 2020
Publicidade

Ministro do STJ, relator do caso Queiroz, pede reforço na segurança após receber ameaças, diz site

Internado no Hospital DF Star após passar por uma cirurgia de urgência no abdômen, o ministro do Suprior Tribunal de Justiça (STJ), Félix Fischer, relator do caso Queiroz na corte, pediu reforço da segurança após receber ameaças por telefone. As informações são do site Antagonista.

A ameça teria sido feita por um homem que, em ligação à filha do ministro disse conhecer toda a rotina da família e teria citado dados pessoais de todos.

Após a solitação, dois efetivos da polícia do STJ teriam sido destacados para reforçar a segurança de Fischer no hospital.

O ministro foi internado às pressas nesta segunda-feira (27) para cirurgia no abdômen relacionada ao estrangulamento de um hérnia inguinal. Ele passa bem e deve receber alta em no máximo cinco dias, quando deve retomar a análise do caso Queiroz.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.