Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
06 de novembro de 2019, 13h19

Míriam Leitão gagueja pra explicar fiasco do leilão do Pré-Sal

Durante transmissão, a comentarista que ajudou a fabricar a crise da Petrobrás, gagueja, tropeça nas palavras, repete termos, interjeições e, ali, no quente da notícia, não consegue uma explicação convincente

Foto: Reprodução/TV Globo

Conforme noticiado pela Fórum, o megaleilão de quatro áreas do Pré-Sal na Bacia de Santos, região do litoral do Rio de Janeiro, terminou nesta quarta-feira (6) com poucos interessados. Quem, no entanto, se engasgou para noticiar o fiasco foi a comentarista econômica da Rede Globo, Míriam Leitão.

Durante transmissão, na rádio CBN, logo após o resultado, a comentarista que ajudou a fabricar a crise da Petrobrás, ao lado do colega Carlos Sardenberg, gagueja, tropeça nas palavras, repete termos, interjeições e, ali, no quente da notícia, não consegue uma explicação convincente.

Das 14 empresas habilitadas, só sete compareceram ao evento. Os blocos Sépia e Atapu sequer receberam ofertas, fazendo com que, ao final, apenas duas áreas de exploração fossem arrematadas.

Portanto, a arrecadação do leilão ficou abaixo do esperado: R$ 70 bilhões, o que corresponde a dois terços dos R$ 106,5 bilhões anunciados.

Até a área mais cobiçada não atraiu o público do leilão Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). O bloco de Búzios teve só uma oferta, feita por um consórcio formado pela Petrobras e duas chinesas. A segunda área de maior interesse, a de Itaipu, ficou com a Petrobras, que foi a única interessada.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum