sexta-feira, 18 set 2020
Publicidade

Moro caiu na própria armadilha quando defendeu vazamento de telefonema entre Lula e Dilma no Programa do Bial

O ex-juiz e atual ministro da Justiça Sérgio Moro, durante entrevista para o Programa do Bial, exibida no dia 9 de abril, corroborou com uma tese que se voltaria contra ele mesmo.

Apesar de, naquele momento, jamais suspeitar disso, o ministro do presidente Jair Bolsonaro (PSL), deu a senha para que o atual vazamento das conversas entre ele e o procurador Deltan Dallagnol possa ser usado tanto para incriminá-lo quanto para anular processos da Operação Lava Jato.

Moro justificou para o apresentador Pedro Bial o fato de ter vazado, em março de 2016, de maneira ilegal, uma conversa telefônica entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a então presidenta Dilma Rousseff:

“O problema não era a captação do diálogo e a divulgação do diálogo, mas era o diálogo em si, uma ação visando burlar a justiça”, disse.

Ouça o áudio abaixo:

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.