Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
11 de dezembro de 2019, 19h07

“Moro de calças” pediu absolvição da senadora “Moro de saias”

Ministro da Justiça chegou a visitar integrantes do TSE para tentar convencê-los de que Selma Arruda era pessoa séria e honesta, mas não adiantou

Foto: Pedro França/Agência Senado

A ex-juíza Selma Arruda, conhecida como “Moro de saias”, teve seu mandato de senadora cassado, nesta terça-feira (10), pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Antes do julgamento, Sérgio Moro, ministro da Justiça, foi à presença de integrantes da Corte para tentar convencê-los de que Selma era pessoa séria e honesta, de acordo com informações de Carolina Brígido, da Época.

Na avaliação de Moro, os indícios contra ela não passavam de equívocos. Portanto, ela não deveria perder o mandato. O ex-juiz argumentou que, diante do perfil reprovável de boa parte dos parlamentares brasileiros, Selma era um alento no Congresso Nacional.

Não é sócio Fórum? Quer ganhar 3 livros? Então clica aqui.

Acusações

Apesar do empenho de Moro, o TSE cassou o mandato da senadora do Podemos de Mato Grosso. A acusação foi abuso de poder econômico e prática de caixa dois nas eleições de 2018. O tribunal também determinou que ela fique inelegível por oito anos.

Conforme a denúncia, a ex-senadora recebeu R$ 1,2 milhão em transferências bancárias de um de seus suplentes, Gilberto Possamai, em abril e julho de 2018. Ela não teria declarado o dinheiro à Justiça Eleitoral.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum